A EDUCAÇÃO INFANTIL É UMA DAS FASES MAIS IMPORTANTES DO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA

Você sabia que a Educação Infantil tem como função e objetivo desenvolver inúmeras habilidades na criança e que muitas delas, inclusive, predizem o sucesso ou o fracasso na alfabetização? E que você pai, professor, adulto-mediador, tem um importante papel para cumprirmos este objetivo?

A visão que se tinha dos objetivos da Educação Infantil no processo de desenvolvimento da criança de 0 a 6 anos mudou em todos os sentidos. As exigências impostas para os profissionais que atuam neste campo se transformaram, passando de um serviço de baixo status de “cuidar” de crianças pequenas, para um instrumento de transformação social para criar comunidades inclusivas e esclarecidas de aprendentes; para estar presente e intervir na vida das crianças pequenas de modo a garantir e apoiar seu desenvolvimento físico e intelectual, e o desenvolvimento de sua identidade e de seus relacionamentos (Brooker, 2010). A cada ano surgem mais e mais pesquisas que modificam o olhar que o educador deve ter sobre o processo de desenvolvimento das crianças pequenas, incluindo-se a aprendizagem, pois se consegue ter um conhecimento mais aprofundado a respeito do desenvolvimento cerebral desde a concepção até os anos vivenciados na Educação Infantil, trata-se de uma contínua transformação na prática docente.

Os anos que precedem à alfabetização são de extrema importância no desenvolvimento das crianças; o que precisamos saber é quais são as habilidades cognitivas necessárias para que estas alcancem o processo de alfabetização de forma satisfatória e com sucesso. Este artigo procura sistematizar e organizar as diversas dessas habilidades apresentadas por Morais, mostrando ao educador quais, como deve executá-las, o que desenvolve na criança e, se não as desenvolver, os possíveis prejuízos na criança.


DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM

Com esta mudança de olhar e de perceber a criança, surge a necessidade de se aprofundar e transformar as estratégias de aprendizado, cujo objetivo final, agora, passa a ser o aprendizado da leitura e da escrita; ou seja, a Educação Infantil modifica


a visão e o modo de trabalhar, pois precisa preparar seus pequenos alunos para a aquisição da leitura, uma vez que esta exige um ambiente estimulante e estratégico (Morais, 1988, p. 15).


O desenvolvimento da linguagem, segundo Morais, acontece por etapas interdependentes e sequencializadas; interdependentes por uma etapa depender da outra, e sequencializadas porque obedecem a uma sequência de desenvolvimento. Na primeira etapa, a criança começa atribuir um significado social aos objetos que a rodeia; através da observação e experimentação relaciona os objetos aos significados. Na segunda etapa, esta relação se incorpora dando-se nomes aos objetos. Já na terceira etapa, tem-se a expressão falada em que a criança atribui um tipo de som para cada objeto. As etapas superiores do desenvolvimento da linguagem, entretanto, envolvem a compreensão da palavra impressa (leitura) bem como sua expressão escrita (1988).


A aquisição do processo de leitura envolve a relação grafema-fonema, perceber que cada símbolo gráfico tem um correspondente sonoro; se a associação entre a palavra impressa e som não for realizada a criança não poderá ler; este processo é chamado decodificação.

Entretanto, o que se tem visto nas escolas nestes últimos anos, é a deficiência no processo de aquisição da leitura e da escrita, o aumento das dificuldades escolares e reprovação escolar. Dentre os fatores que contribuem para isso percebe-se a falta de estimulação adequada nos pré-requisitos essenciais para a fase de alfabetização, que permite a identificação precoce das futuras dificuldades/distúrbios observadas no ambiente escolar. A aprendizagem da leitura e da escrita é um processo complexo e envolve várias habilidades (linguísticas, perceptuais, motoras e cognitivas), sendo que a ausência delas dificultará esta aquisição. Trata-se, pois, de um treinamento específico, preparado para cada fase do desenvolvimento em que a criança se encontra.


A partir destas colocações e percebendo a necessidade de se ter um material mais prático sobre tema, elaborou-se o quadro abaixo que resume as habilidades necessárias de serem trabalhadas na Educação Infantil, predizentes da fase de alfabetização das crianças, como objetivo de auxiliar/orientar o trabalho dos educadores desta fase (Morais, 1988).


vocesabia1-edinfantil - QUADRO
.pdf
Download PDF • 231KB

Apesar do momento atípico que vivemos, onde impera a insegurança visando a proteção dos nossos pequenos e familiares, a volta para a escola é fundamental para o desenvolvimento das crianças; as janelas do desenvolvimento têm a sua oportunidade e é papel da escola mediar e prover situações de aprendizagem que proporcionem estes conhecimentos.


Profa Dra. Raquel TonioliArantes Bizerra

50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Desfralde